Johnny Marr supera Bowie

Tá todo mundo pagando o maior pau pro disco do David Bowie. E o disco é bom, muito bom. No início do ano, quando surgiu o primeiro single, fiquei sestroso. Há bem pouco tempo, o papo era “por onde anda Bowie?”. Diziam que ele tava doente, moribundo, tinha infartado, vivia enclausurado, fugindo da imprensa, talicoisa. Daí, no dia do aniversário do cara, surge uma música nova, com clip gravado em Berlim, evocando a fase da trilogia Low, Heroes, Lodger do camaleão.

Detalhe, o álbum também já estava em pré-venda no Itunes. Pensei, é picaretagem. O papo do sumiço, doença, era tudo golpe de marketing pra uma volta bombástica de  David Robert Jones. Veio o disco, baixei, e é realmente bom, com um punhado de belas canções. O segundo single, The Stars (Are Out Tonight), é primoroso. O vídeo, melhor ainda, com a Tilda  Swinton e o modelo andrógino australiano Andrej Pejic. Mais Bowie, impossível.

Ainda tava digerindo o disco, música a música, quando recebi um sms do Sandro, ex-batera da Bidê ou Balde e parceiro de rock e cerveja:

– Já ouviu o disco solo do Johnny Marr?

Por coincidência, tinha baixado o álbum ontem, mas ainda não tinha botado pra tocar. Queimei um CD no intervalo do almoço e voltei pro trampo escutando no carro.

Meu amigo, que disco! Dá pra baixar aqui

Guitarras a dar com pau, aquela sonoridade britânica urgente e necessária que se esvaiu com a morte do britpop e  que o Kaiser Chiefs sempre tenta ressuscitar mas não vai conseguir nem em outra encarnação.  Enfim, um disco de rock com pegada e sofisticação, algo raro de se ouvir hoje em dia, e que o Bowie, mesmo continuando genial e versátil, não conseguiu fazer. Já temos um dos favoritos a melhor álbum do ano. Daí eu fico imaginando se ele volta a compor com o Morrissey…

Anúncios

3 Respostas to “Johnny Marr supera Bowie”

  1. Handsome Dick Manitoba Says:

    Depois de treze discos solo do Morrissey sai o primeiro do Marr. Pelamor, pra que esperar tanto?

  2. Falou e disse, Sandro, mas melhor demorar e lançar um discaço do que ficar gravando coisa nova de dois e dois anos e passar batido. Só um artista com muita autocrítica e pleno domínio de sua arte sabe quando uma obra está completa, pronta e à altura de sua reputação pregressa. Eis um cara digno. E dignidade é mercadoria rara no show business.

  3. Márcia Says:

    Já ouvi os dois inteirinhos várias e várias vezes. Mas Bowie sempre sai ganhando…tá aí um cara difícil de competir. Melhor do que o clipe de Stars é o Gary Oldman na The next day.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s